Por que Dr. Edson Batista?

Honestidade

Foi presidente da Câmara de Vereadores de Campos por 2 mandatos com contas aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro.

Competência

Colaborou na implantação as bases do SUS no Estado do Rio, realizou o Mutirão de Catarata em Campos, implantou a TV Câmara Campos em canal aberto e a Escola Legislativa.

Experiência

Foi Coordenador de Saúde Regional do Estado do Rio, Secretário de Governo, de Assistência Social e de Saúde em Campos e vereador por 5 mandatos.

Você sabia que pode ouvir o Dr Edson Batista através da nossa Rádio Online?

Conheça

Nascido em 10 de dezembro de 1946, casado, pai e avô, Edson Batista, é médico, mestre em cirurgia pela UFRJ, membro Titular, e único Emérito, do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, professor da Faculdade de Medicina de Campos na disciplina de Clínica Cirúrgica e Chefe da Cirurgia do Hospital Escola Álvaro Alvim, onde ajudou a estruturar o serviço de Cirurgia Geral e colaborou na implantação da Residência de Cirurgia.

   O exercício de mais de 40 anos de medicina evidenciou problemas sociais aos quais não ficou alheio. Iniciando sua carreira política em 1986, no primeiro Governo Estadual de Lionel Brizola no Rio de Janeiro, como Coordenador de Saúde Regional. Em 1989 volta a Campos, para ser Secretário Municipal de Saúde, no primeiro Governo Municipal de Anthony Garotinho, quando colaborou de maneira decisiva na abertura do Hospital Ferreira Machado, na implantação do Banco de Sangue do mesmo hospital e na inserção das bases do SUS no Município de Campos. Em seguida retornou à capital, como Subsecretário de Saúde do Estado de Municipalização no segundo Governo Brizola, em 1991, quando colaborou para a implantação do SUS a nível estadual. Posteriormente veio a dirigir o Hospital Ferreira Machado e exerceu cargo de Direção Clínica no Hospital Plantadores de Cana. Em 2009, durante o primeiro Governo Municipal de Rosinha Gatinho, foi Coordenador de Desenvolvimento Humano, sendo o responsável pela implantação do Programa Saúde na Escola (PSE); Secretário de Governo Municipal, quando implantou o Programa Prefeitura Presente; e Superintendente do Hospital Geral de Guarus realizando o projeto de Mutirão de Catarata, zerando a fila de espera pela cirurgia, e a implantação do sistema de Marcação de Consultas 24h, acabando com as filas no setor.

   Na Câmara de Vereadores de Campos foi eleito nos anos de 1996, 2000, 2004, 2008 e 2012. Somando 5 mandatos de vereador pelo PTB, partido do qual é Presidente Municipal. Em 1996 participou pela primeira vez da mesa diretora da casa, sendo 1º Secretário durante a gestão de Paulo Albernaz. Foi Presidente do Legislativo por duas gestões, durante o mandato 2013/2016, tendo todas as suas contas aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) e encerrando seus trabalhos sem nenhuma pendência ou processo judicial.

   Entre as Leis as principais aprovadas enquanto vereador está a Lei 6.397, que instituiu o Programa de Saúde do Trabalhador na cidade. Em seguida, sua vivência acadêmica despertou sua sensibilidade para as questões culturais, o levando a elaborar a Lei 7.060, que permitiu a instalação do Arquivo Público Municipal no Solar do Colégio, construção doada pelo Governo do Estado na gestão de Anthony Garotinho, preservando, assim a memória cultural do município de Campos. Em busca de igualdade de direitos, apresentou e aprovou a Lei 7.015, que autoriza a complementação salarial dos funcionários estaduais da área de saúde municipal. Defensor do desenvolvimento científico de nossa região, foi autor da Lei 7.274 que criou a Fundação de Amparo à Pesquisa de Campos dos Goytacazes (Fapec).

   Como presidente da Câmara, promulgou a Nova Lei Orgânica em 2014; aprovou o Regimento Interno; o Fundo Especial da Câmara; participou da fundação do Parlamento Regional, o qual foi presidente, com 9 Câmaras da região participantes; colocou os pagamentos dos servidores e fornecedores do legislativo no Portal da Transparência da Câmara on-line; implantou o primeiro e único Pregão Eletrônico do município; implantou o projeto o Parlamento Mirim que chegou a Brasília, tendo um projeto mirim aprovado entre outros 700 apresentados no Plenarinho Nacional; criou o Corredor Histórico Cultural com 13 construções contanto a história do município, sendo todas elas acompanhadas por livretos; concretizou a aproximação com a União dos Vereadores do Brasil (UVB), onde foi superintendente regional; digitalizou o acervo histórico do Legislativo; resgatou para a cidade o acervo dos jornais históricos “Monitor Campista” e “25 de Março”; instituiu a Biblioteca Virtual Campistana no site oficial da Câmara; criou a Editora Câmara, com o lançamento dos títulos: “Benta Pereira em Documentos: testamento e inventários”, “Vereadores que foram Prefeitos”, “Ex-presidentes da Câmara – Período Imperial” e “Ex-presidentes da Câmara – Período Republicado”; e também aprovou em Brasília a criação da Rádio Câmara Campos, através de resposta positiva do Ministério das Comunicações consignando autorização para a incorporação da Câmara campista à Rede Legislativa de Rádio e TV em Campos, com o canal de rádio 287E classe B1.

   Outro grande destaque de sua administração à frente do Legislativo, foi a criação e instalação da Escola Municipal de Gestão do Legislativo (Emugle). Inaugurada no dia 04 de novembro de 2014 por Dr. Edson Batista, seu objetivo é promover a qualificação de trabalhadores do serviço público municipal. Com diversos cursos ministrados de forma presencial e à distância, a Emugle ganhou dois prêmios da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas (Abel), nas categorias Melhor Ensino a Distância e Melhor Portal, servindo de exemplo para escolas de todo o país.

   Sem dúvidas, o maior ganho no quesito da transparência, foi a implantação da TV Câmara Campos. A TV iniciou suas atividades no dia 19 de fevereiro de 2013. A primeira transmissão contou com a abertura do ano legislativo sob a gestão do então presidente da Câmara, vereador Edson Batista. Através de parcerias e autorizações solicitadas em Brasília, no dia 28 de setembro de 2015, Batista assinou na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) o termo que oficializou a abertura da TV Câmara Campos em canal aberto digital. Neste ato a TV Câmara Campos foi legitimada como a primeira TV legislativa do estado do Rio de Janeiro com sinal digital. A partir de então começaram os trabalhos para estruturar o canal que teve seu sinal aberto inaugurado no dia 19 de dezembro de 2016. Entre as produções, estão 10 documentários relatando personagens e momentos históricos do município de Campos, tendo sido premiados em 2016 pelo Conjunto da Obra, em concurso organizado pela Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (Astral).

AGENDA

Últimas Notícias

Veja mais

Contato

Aqui você pode deixar sua sugestão ou nos enviar sua dúvida. Este canal está aberto para que possamos entrar em contato.